O estudo CLAIM – LABA/LAMA e a função cardíaca

Foi publicado no Lancet Medicine este ano o estudo CLAIM que, segundo os seus responsáveis, é o primeiro estudo a analisar o efeito da terapêutica combinada LABA/LAMA na função cardíaca em individuos com DPOC e hiperinsuflação pulmonar. A broncodilatação dupla com indacaterol-glicopirrónio melhorou significativamente a função cardíaca avaliada pelo volume diastólico final do ventrículo esquerdo. Estes resultados são importantes devido à conhecida associação do comprometimento cardiovascular com a DPOC e apoiam o uso precoce de broncodilatação dupla em pacientes com DPOC que apresentem sinais de hiperinsuflação pulmonar.

A hiperinsuflação pulmonar na DPOC está associada à redução dos volumes diastólicos finais biventriculares e ao aumento da morbimortalidade. A combinação de um β agonista de longa duração (LABA) e um antagonista muscarínico (LAMA) é mais eficaz na redução da hiperinsuflação do que a terapia combinada com corticosteroides inalatórios com LABA, mas até então não se sabia se a broncodilatação dupla melhorava a função cardíaca.

O estudo demonstrou que o tratamento uma vez ao dia com indacaterol / glicopirrónio 110/50 mcg) melhorou significativamente a função pulmonar e cardíaca, quando comparado ao placebo, em doentes com DPOC e hiperinsuflação pulmonar. Os parâmetros cardíacos incluíram o volume diastólico final do ventrículo direito, volume sistólico do ventrículo esquerdo e direito, volume sistólico final do ventrículo esquerdo e direito e o índice cardíaco.

Veja o artigo